quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Véus

 
 
fomos um talvez
que teimou em resistir ao tempo
uma existência que
não teve razões para não ser
mas que mesmo assim
nunca se explicou claramente
fomos respostas de perguntas
que nem sequer foram feitas
a interpretação do que era amar
sob a ótica de um solitário poeta
fomos a química feita de almas
e somos o que resta de alguma lógica
sob os véus dos poemas
 


1 comentário: